Florida reconhece a Jerusalém como a

Florida reconhece a Jerusalém como a "capital eterna e indivisível" de Israel

Publicado em 31/01/2019

Compartilhe

“Hoje declaramos ao mundo que a Flórida está unida a Israel”. Com essa frase, o diretor financeiro da Flórida, Jimmy Patronis declarou que o estado americano reconhece Jerusalém como a "capital eterna e indivisível" de Israel.

Com isso, a Flórida fez um movimento que a deixou um passo à frente da posição do governo Trump sobre Israel, quanto ao reconhecimento de Jerusalém como capital unida e exclusiva dos judeus.

Apesar de o governo americano ter transferido sua embaixada para Jerusalém, não deixou claro se a capital é exclusiva dos judeus.

A declaração de Jimmy Patronis foi feita nesta terça-feira (29). Foi ele quem representou o governador da Flórida Ron DeSantis que apoiou a decisão de Trump de transferir a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém. “Nós deixamos claro que estamos com nosso aliado mais próximo no Oriente Médio”, disse Patronis, disse durante a reunião onde a declaração foi tornada pública. “Como um estado, devemos continuar a demonstrar nosso amplo e profundo apoio ao nosso aliado e parceiro econômico, implementando políticas pró-Israel”, disse Patronis, afirmando que “Hoje declaramos ao mundo que a Flórida está unida a Israel”. O voto da Flórida contrasta com a opinião das Nações Unidas e da comunidade internacional em geral, que ainda não reconheceu a soberania israelense sobre Jerusalém e acredita que Jerusalém Oriental deveria ser a capital de um futuro Estado palestino.

Pró-Israel

O vice-cônsul geral de Israel na Flórida, Guy Gilady, disse aos políticos da Flórida que o estado é o mais pró-Israel dos EUA: “O estado da Flórida tem sido um forte defensor da nação judaica. Vemos um sentido muito mais profundo de amizade verdadeira que define a atual relação Flórida-Israel”, explicou.

O vice-cônsul também elogiou o governador Ron DeSantis. “Sob sua liderança, vemos um profundo entendimento sobre os valores que nossas nações compartilham, os valores da esperança, democracia e liberdade e livre iniciativa", disse Gilady.

Fonte: Portal Guiame