VOLTEMOS AO PRIMEIRO AMOR

VOLTEMOS AO PRIMEIRO AMOR

Publicado em 24/11/2017

Compartilhe

Quando alguém recebe  Cristo como seu Senhor e Salvador, experimenta o deleite do primeiro amor. É uma paixão que incendeia o seu coração e inunda a sua alma. O Espírito de Deus testemunha com o seu espírito que ele é um filho de Deus (Rm 8.16), e essa descoberta traz grande alegria e liberdade.

Infelizmente, muitos cristãos vão se distanciando pouco a pouco desse primeiro amor. Quando um cristão não depende de Deus para satisfazer suas necessidades diárias, o seu amor por Ele vai esfriando. Jesus abordou essa questão quando falou à igreja de Éfeso. Ele disse: “tenho porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrende-te, e pratica as primeiras obras… (Ap 2.4,5). Se você se encontra nessa posição, peça a Deus que tenha misericórdia e o ajude a reacender seu amor por Ele.

Recordando e analisando a experiência da sua conversão, quais mudanças ocorreram em seu relacionamento com Deus? Você está mais ou menos apaixonado pela obra divina? Qual seria a nota que você daria para sua intensidade em servir no reino? Com que expectativa você se prepara para o culto domingo após domingo, com alegria ou com enfado? Se as respostas forem negativas, arrependa-se da sua indiferença para com Deus. O arrependimento envolve uma mudança de mente, coração e direção. Abandone os pensamentos, atitudes e ações que o têm distanciado da presença de Deus, receba o seu perdão e renove o seu compromisso de fazer as primeiras obras da fé.

Em Apocalipse 2.5, a palavra “primeiras” significa “principal” (tempo, lugar, ordem, ou importância), e a palavra “obras” é definida como “labuta” (esforço ou ocupação). Em outras palavras, se você descobriu que tem deixado o seu primeiro amor pelo Senhor, reveja suas prioridades na ordem correta, fazendo as coisas que são mais importantes. O principal é servir ao Senhor. Esta deve ser a nossa ocupação, o nosso foco e esforço.

Quais são essas ocupações ou esforços? Adoração, oração, estudo da Palavra de Deus, oferta, Jejum e o servir aos outros. Uma das maneiras como trazemos glória a Deus e cultivamos o nosso amor por Ele é através da adoração. Diariamente, separe um tempo para refletir sobre Deus. Considere seus feitos na criação e nas circunstâncias da sua vida. Adore-o. Cante louvores a Ele. Bendiga o seu santo nome (Sl 27.4).

 

Por: Pr José Wellington de Souza – Pres. do Campo da ICPI Teresina-Piauí.