RESILIÊNCIA MINISTERIAL

RESILIÊNCIA MINISTERIAL

Publicado em 19/03/2018

Compartilhe

O Salmo 28.8, nos incentiva a não desistir e nos diz onde encontrar o que precisamos: “O Senhor é a força do seu povo; também é a força salvadora do seu ungido. A força está na casa de Deus.”

Amados, com base neste versículo, vamos meditar um pouco em como podemos ser resilientes em nosso ministério.  Sabemos que ser ministro de confissão religiosa nos dias hodiernos não é uma tarefa fácil, e por isso muitos têm esfriado ou desistido e tem aqueles que se acomodam, esses se mantêm em sua zona de conforto, sem buscar solução para a situação.

 Vamos definir a palavra RESILIÊNCIA para você entender melhor sobre o assunto. A palavra resiliência vem do latim “resilire”, que significa recusar, voltar atrás. Na psicologia, significa voltar ao estado anterior. Em física resiliência se refere à capacidade que um material tem em suportar grandes impactos de temperatura e pressão, se deformar ao extremo, mas pouco a pouco conseguir se recuperar e voltar à sua forma anterior.

O salmista fala sobre “a força salvadora do seu ungido.“ É bem verdade que o Senhor é a nossa força, porém, o que fazer na hora da má notícia? O que dizer quando a doença bate à porta do “ungido”? O ungido sente dor. Tem sentimentos, tem sonhos frustrados também, porém a “capa de super-homem” ou de “mulher maravilha” não permite que revelemos as nossas fragilidades, e busquemos o Espírito Santo para tratar individualmente conosco, em nossas áreas específicas. Ele é o melhor coaching, ele possui todas as ferramentas necessárias para deixar você resistente e suportar grandes impactos.

Você já pensou o impacto psicoemocional que Pedro sentiu, depois de ter negado Jesus três vezes?  Ele disse que nunca o negaria (João 13.38). Todavia, Pedro não ficou prostrado, tenho certeza que ele se deformou ao extremo, porém se recompôs ao seu estado natural e ergueu-se, pois a Palavra diz que no dia de Pentecostes, Pedro ganhou três mil almas para Jesus (Atos 2.14) aquele mesmo que ele negou. Agora Pedro é cheio do Espírito Santo, e fez uso da resiliência em seu ministério. Ele se levantou com poder, não olhou para o seu momento de fraqueza, mas continuou com seu ministério, levando a Palavra de Deus para os necessitados.

Amados (as) ministros (as) do evangelho, que possamos fazer uso da resiliência em nossas vidas, e que através dela, possamos transformar experiências negativas, em aprendizado; momentos  de dificuldades, em oportunidades de descobrirmos que somos capazes de passarmos por diversas circunstâncias, e nos tornamos mais fortes.

Veja o que diz o profeta Isaías: ”Levantai ao alto os vossos olhos, e vede quem criou estas coisas; foi aquele que faz sair o exército delas segundo o seu número; ele as chama a todas pelos seus nomes; por causa da grandeza das suas forças, e porquanto é forte em poder, nenhuma delas faltará” (Isaías 40.26).


Missionária: Janethe M ª Santos

ICPI SANTA INÊS - ZONA NORTE - SP